Neste Artigo:

Apelar para um assessor de patrimônio pode ser essencial quando você tem um patrimônio imobiliário muito grande. O profissional então intervém para aconselhar seu cliente em seus melhores interesses e aplicará para gerenciar seus ativos limitando o risco de perdas.

Por que usar um orientador de patrimônio?

O conselheiro de gestão de patrimônio (CGP) é um profissional que pode gerenciar os ativos imobiliários de seus clientes quando ele atinge uma certa importância.

Na prática, o conselheiro será levado para:

  • propor um análise da situação imobiliária seu cliente;
  • formular suas necessidades e especificar seus objetivos;
  • introduzir um estratégia de gestão adaptado;
  • prepare o transmissão de imóveis;
  • etc.

Os benefícios do assessor patrimonial são, portanto, definidos em dois pontos:
1. a atividade de consultoria: o CGP deve oferecer conselhos objetivos ao seu cliente (na compra ou venda de apartamentos, casas, negócios, administração de aluguel...) sem estar sujeito a uma obrigação de resultados.

2. Gestão: implementa soluções para gerenciar e otimizar o retorno sobre os ativos imobiliários, limitando os riscos.

Notar: O salário de um CGP varia muito dependendo da sua experiência.

As qualidades de um bom orientador de patrimônio

Será necessário aqui escolher o seu consultor patrimonial com atenção.

  • Um bom assessor patrimonial irá propor principalmente ao seu cliente para elaborar um balanço completo e detalhado de seu patrimônio, incluindo seus imóveis. Esta fase de análise é uma primeira indicação concreta da seriedade do profissional.
  • Atividade de gerenciamento de patrimônio requer tempo, o conselheiro não deve estar muito ansioso.
  • Produtos chave na mão estará aqui para evitar, sob medida sendo preferível.
  • Escolha um consultor independente deve ser favorecida para que não esteja tentando oferecer a seus clientes produtos dispendiosos cujos objetivos não estejam alinhados com suas reais necessidades.

NotarEncontrar soluções adequadas, por vezes, requer os serviços de outros especialistas, como um notário, um advogado ou um revisor oficial de contas. Um bom conselheiro não é onisciente e, portanto, usa uma rede de consultores.


Instruções De Vídeo: Ex-assessor de Flávio Bolsonaro desaparece e não explica movimentação milionária em sua conta