Neste Artigo:

O conceito de isenção fiscal também visa aumentar os investimentos imobiliários, através de benefícios fiscais muito atraentes. É assim que surgem várias leis de desoneração de imóveis, cujo objetivo é revitalizar um setor imobiliário ainda em crise. Encontre neste artigo as principais medidas de isenção de imposto de propriedade aplicáveis ​​em 2015.

Isenção do imposto sobre imóveis e a lei Pinel (nova lei Duflot)

Aplicável desde setembro de 2014, Lei Pinel visa melhorar os benefícios fiscais permitidos pela a velha lei Duflot, enquanto limitando suas restrições.

Isenção fiscal Duflot permite ao investidor recuperar uma parte das somas investidas na compra de imóveis, graças a uma substancial redução de impostos. A rentabilidade do investimento é assim aumentada, especialmente quando se trata de mercadorias destinadas a locação.

Em última análise, esses benefícios devem ajudar a revitalizar o setor imobiliário.

Isenção do imposto sobre a propriedade e a lei de Bouvard

Isenção fiscal Bouvard visa apoiar o setor de serviços de habitação * (somente novos).

O investidor recupera parte do seu investimento graças a:

  • o cortes de impostos inerente a qualquer isenção fiscal;
  • uma redução de 20% do IVA.

Residências de serviço (ou residências geridas) incluem: residências turísticas e de negócios, estabelecimentos de alojamento para idosos, residências estudantis. A exploração de sua propriedade é realizada por um gerente.

Isenção do Imposto sobre a Propriedade e a Lei de Malraux

A isenção fiscal de Malraux é para a habitação para renovar, seus benefícios fiscais são aplicados apenas sobre a quantidade de trabalho realizado. Para beneficiar desta isenção fiscal, estas mesmas obras devem ser seguidas por um arquiteto dos edifícios da França.

Além disso, a redução de imposto aplica-se e varia de acordo com áreas específicas. A vantagem evoluindo de acordo com a situação da propriedade renovada:

  • setores salvos;
  • ZPPAUP (Zonas de Proteção do Patrimônio Arquitetônico Urbano ou Paisagístico).

Isenção do imposto sobre imóveis no exterior

A lei Duflot inclui uma seção específica que permite sua aplicação no exterior. Na verdade, ajuda a apoiar o mercado imobiliário:

  • do Encontro;
  • de Guadalupe;
  • Martinica;
  • Guiana;
  • Etc.

A isenção fiscal Duflot-Outremer aplica-se, portanto, logicamente aos imóveis adquiridos no DOM-TOM, sendo os benefícios fiscais mais altos aqui do que na França.


Instruções De Vídeo: ISENÇÃO IMPOSTOS SOBRE IMÓVEIS