Neste Artigo:

Se for possível contestar os regulamentos de copropriedade do edifício, a ação legal só poderá ser intentada sob certas condições. Cláusulas questionáveis, tribunal interessado... informação útil para achar neste artigo.

É possível contestar uma regra de condomínio?

O regulamento de copropriedade é um documento contratual obrigatório que qualquer coproprietário do prédio concorda em respeitar. Estabelece as regras de funcionamento da propriedade e determina os direitos e obrigações de cada um.

Entretanto, este regulamento pode ser objeto de uma ou mais disputas, se apresentar cláusulas contrárias à lei. De fato, um regulamento de copropriedade não pode, em nenhum caso, incluir disposições contrárias aos textos legais (que permanecem predominantes).

Qualquer co-proprietário, portanto, tem o direito de desafiar. Aqui ele tem que chamar um profissional através do qual ele leva o caso para o tribunal encarregado deste tipo de caso.

As cláusulas da copropriedade estatutária que podem ser contestadas:

  • cláusulas contrárias ordem pública ou moralidade
  • cláusulas impondo restrições injustificado ao direito de propriedade
  • cláusulas que não atendem aos padrões governando a co-propriedade.

Resultado potencial: no final do caso, sua reescrita pode ser imposta.

Na prática, como desafiar uma regra de condomínio?

Uma primeira solução é oferecida ao coproprietário que deseja contestar o conteúdo dos regulamentos de copropriedade. Ele pode trazer o assunto para a agenda de uma assembléia geral que então abre a questão para uma votação que pode levar à supressão da cláusula em disputa.

Mas o envolvimento da justiça torna-se inevitável em caso de resistência da maioria dos coproprietários.

  • Precisamos dos serviços de um profissional?

O coproprietário na origem da disputa deve obrigatoriamente convocar um advogado, o único competente no assunto.

  • Quem é responsável pelos custos legais?

O coproprietário responsável pela ação é responsável pelo pagamento das custas judiciais.

  • Qual é o prazo para trazer esse tipo de ação?

Qualquer ação judicial relacionada à propriedade pode ser trazida dentro de trinta anos.

  • Antes de qual tribunal o caso será levado?

O tribunal competente aqui é o Supremo Tribunal do local de situação do edifício.


Instruções De Vídeo: Regras para uso do salão de festas do condomínio