Neste Artigo:

Eletricidade: os princípios básicos

A eletricidade é um fluido, um transporte de energia que não vemos e cujos efeitos normalmente não são sentidos a não ser pela operação de luzes ou pelas máquinas e aparelhos que o utilizam. Em uma casa, a eletricidade é encaminhada através de uma rede de fios e dispositivos para interrupção, proteção ou regulação e, claro, conexão.

Um pouco de história de eletricidade

Uma solução original: o medidor colocado em um poste telegráfico. Uma solução praticada pela EDF, especialmente em canteiros de obras em áreas rurais.

Uma solução original: o medidor colocado em um poste telegráfico. Uma solução praticada pela EDF, especialmente em canteiros de obras em áreas rurais.

A eletricidade é conhecida desde a Grécia antiga. Foi de fato em Mileto, na Ásia, que Thales descobriu esse fenômeno no século VII aC A eletricidade era então considerada apenas como uma força invisível, nascida da fricção de um corpo ( âmbar ou vidro) sobre um pano, capaz de atrair corpos de luz (papel, por exemplo). Todos os alunos praticaram esse experimento com sua régua de plástico. Não foi até o século XVIII para descobrir que havia dois tipos de eletricidade: um positivo, o outro negativo. Descobriu-se que havia outra forma de eletricidade, não estática, mas dinâmica. Assim surgiu a noção de "corrente". O fenômeno fascinou os pesquisadores.
Com o século XIX aparecem aplicações industriais da eletricidade, possibilitadas pela sua produção em larga escala. A eletricidade agora é usada para iluminação, mas também como uma força motriz. Em breve também é usado para o telégrafo, o telefone. A partir de então, suas aplicações se multiplicam. Agora é parte integrante de nossas vidas diárias. Podemos imaginar uma casa sem iluminação, sem rádio, sem televisão, sem telefone, sem geladeira e mesmo sem computador. Perfeitamente dominado, para não dizer domesticado, a eletricidade permanece misteriosa, porque invisível. Seus efeitos não são menores para aqueles que não conhecem os princípios básicos. A "boa eletricidade das fadas" pode se tornar diabólica se usada imprudentemente.

A corrente elétrica

Estação de processamento

Estação de processamento

É um deslocamento de elétrons de um pólo positivo para um pólo negativo. Este movimento de corpos diminutos é acompanhado por um movimento ondulatório, do qual uma grande analogia com a luz. Na prática, esse movimento de elétrons está dentro de condutores metálicos muito bem isolados, a fim de garantir seu transporte até o ponto de uso. É, portanto, uma corrente que pode ser comparada a uma corrente hidráulica.
Portanto, há:
• um significado, um poder (em watts, W);
• fluxo ou intensidade (em amps, A);
• uma pressão ou tensão (em volts, V).
Símbolos padrão: W- Potência A- Intensidade V- Tensão

Cálculo de energia elétrica

É necessário multiplicar a tensão pela intensidade.
Por outro lado, quando temos um dispositivo cuja demanda de energia é conhecida, basta dividi-lo pela tensão para saber a amperagem necessária para a operação do dispositivo.
Este cálculo indispensável permite determinar as necessidades em alimentos.
Ela fala em Watts (W) ou em kiloWatts (kW).

Cálculo do consumo de eletricidade

É a quantidade de energia consumida durante um dado tempo, é expressa em kWh e é obtida multiplicando-se a potência (em kW) pela duração (em h). É medido por um medidor pertencente ao fornecedor da rede de eletricidade, atualmente na França FEDER.

(fotos / visuais: © DIY-Prod, exceto menção especial)

Sobre o mesmo tema

  • Dicas de bricolage
    • Conheça a norma NF C 15-100 para eletricidade
    • Como instalar um idas e vindas?
    • Alívio de um circuito: diagrama de conexão

Isso pode lhe interessar


Instruções De Vídeo: Eletricidade: Conceitos fundamentais e corrente elétrica