Neste Artigo:

No modelo de agricultura intensiva, os indivíduos também queriam aproveitar os resultados rápidos dos fertilizantes químicos nos jardins. Mas muito a querer produzir e muito rapidamente não corremos o risco de obter efeitos indesejados? Uma visão geral dos perigos potenciais dos fertilizantes químicos para o meio ambiente e a saúde... Mas primeiro, por que usamos produtos químicos?

Adubos químicos para jardins: os perigos

Adubos químicos para jardins: os perigos

O que são fertilizantes químicos feitos?

As plantas precisam de muitos elementos para florescer: azoto para produzir uma bela folhagem verde, fósforo que é um fortificante potassa para melhor floração, magnésio e ferro e muitas outras coisas como cálcio e enxofre. A terra nem sempre tem elementos suficientes, especialmente em jardins com pequenas áreas onde muitas plantas diferentes se juntam.

Os fertilizantes químicos são, portanto, sensíveis evitar deficiências graças a um fornecimento regular de um único elemento ou de uma mistura compreendendo, em geral, três elementos básicos em quantidade variável e denominado fertilizante NPK (azoto cujo símbolo é N, o fósforo representado pela letra P e o Potássio com o símbolo K).

Riscos relacionados com fertilizantes químicos

Os perigos das substâncias químicas de jardim são reais em termos de qualidade do meio ambiente, biodiversidade e saúde humana. A primeira conseqüência do uso de fertilizantes químicos no jardim é o empobrecimento do solo. Este fenômeno é devido à assimilação direta do fertilizante pelas plantas que causa o desaparecimento da vida microbiana no solo.

Outro problema, mais grave, é a poluição dos rios, águas subterrâneas, legumes consumido diretamente sem lavagem prévia e consequências para a saúde. De fato, a facilidade de uso desses fertilizantes geralmente resulta em consumo excessivo ao longo do ano e overdoses por parte dos usuários.

Como resultado, alguns elementos acabam sendo venenos reais porque as substâncias não assimiladas pelas plantas são levadas pelas chuvas e são encontradas nos rios. A poluição é, portanto, inevitável, para não mencionar a proliferação de algas verdes.

Então, por que usar fertilizantes químicos?

A mania de fertilizantes químicos em jardins pode ser resumida em três palavras: preço, facilidade, eficiência.

Tudo o que você precisa fazer é procurar uma grande placa de jardinagem ou sites especializados na Internet para encontrar, a um preço bastante razoável, toda uma gama de fertilizantes químicos. Essas adições inicialmente impulsionarão o crescimento de plantas e erradicarão pragas e insetos. Não precisa se preocupar com a composição do solo, usar meios naturais tediosos (cobertura morta, composto, estrume, esterco de urtiga, cinza de madeira...) ou deixar a terra repousar de modo a regenerar-se. Para se adaptar às exigências dos jardineiros e facilitar a sua tarefa, os fertilizantes químicos podem ser encontrados em diversas formas: líquido, bastão, grânulos... o que nem sempre permite controlar a dosagem.


Instruções De Vídeo: FERTILIZANTE NPK COMO UTILIZAR E PARA QUE SERVE